...
NÃO IMPORTA QUEM SOMOS PEDESTRES, PASSAGEIROS, CICLISTAS, MOTOCICLISTAS OU MOTORISTAS ▬ TODOS NÓS DEVEMOS ESTAR ATENTOS E EXERCER A SEGURANÇA QUANDO ESTAMOS NO TRÂNSITO.

Seguidores

Próstata - Técnica de Embolização Arterial Prostática - Hiperplasia da Próstata Benigna - Saúde sobre Rodas

Novembro está Azul para os homens. Trata-se do movimento de conscientização e prevenção do câncer de próstata, que durante todo o mês terá diversas ações pelo país com campanhas de saúde.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele, isto porque o homem é mais descuidado com a saúde e mais resistente a fazer o exame para a detecção do tumor. Pesquisa realizada pelo Data-folha constatou que o preconceito com o exame de toque retal ainda é forte no país e somente 32% dos homens brasileiros declararam já tê-lo feito.

Diagnóstico precoce tem alta chance de cura

A estimativa para 2014 é que 69 mil novos casos de câncer de próstata sejam registrados no Brasil. Diagnosticado precocemente, a chance de cura chega a 90%.  Mais do que qualquer outro tipo, o câncer de próstata é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Em sua fase inicial, a doença tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar e necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite).

Tratamento

Para a detecção do câncer de próstata são utilizados três exames: a dosagem no sangue do antígeno prostático específico (PSA), o toque retal e a biópsia da próstata. Obtendo o diagnóstico precoce é possível tratá-lo de modo curativo. O importante é o acompanhamento anual a partir dos 45 anos, com dosagem do PSA e toque retal.


Cirurgia, radioterapia, hormonoterapia e quimioterapia são os pilares do tratamento, porém a escolha destes elementos depende do estágio do câncer e das características individuais dos pacientes.

Aos que padecem com problemas da próstata, Hiperplasia Prostática Benigna (HPB), principalmente aos profissionais que por força do trabalho precisam se ausentar por longos períodos fora de casa, como por exemplo caminhoneiros, que nós estamos reforçando estas notícias.


Sobre o tratamento da próstata pela Radiologia Intervencionista -  agora não há mais o que pensar, vejamos o gabarito internacional desta equipe de renomados Doutores dirigida pelo Dr. Carnevale e depois abaixo há vídeos bem elucidativos.


O Dr. Francisco César Carnevale e Joaquim Mauricio da Motta Leal Filho e pelos urologistas Alberto A. Antunes e Eduardo Muracca, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, desenvolveram a técnica de EAP, um procedimento minimamente invasivo que não necessita de internação e é feito com anestesia local.

O Dr. Francisco César Carnevale salienta que fez parte do trabalho experimental realizado em Harward em 2007 e os resultados dessas pesquisas foram apresentadas a comunidade cientifica no congresso americano de radiologia intervencionista no ano de 2007 e em março de 2008. Assim, foi justificada à comunidade cientifica e médica mundial o pioneirismo dessa técnica.

A técnica de Embolização Arterial Prostática (EAP), foi desenvolvida no Hospital das Clínicas da USP, trata os pacientes com sintomas do trato urinário baixo (prostatismo) decorrentes da hiperplasia prostática benigna (HPB) com resultados semelhantes às cirurgias convencionais e atrai atenção de urologistas e radiologistas de centros como, da Itália, França, Grécia, Bélgica, Coréia do Sul e Estados Unidos que vieram ao Brasil para vivenciar a técnica e aplicá-la em seus países.

A grande vantagem da EAP é que, além de ser minimamente invasiva, não apresenta complicações como sangramentos, ejaculação retrógrada, necessidade de sonda pós-operatória, estreitamento da uretra, disfunção sexual e incontinência urinária.

Com alta incidência em homens acima dos 40 anos a Hiperplasia Prostática Benigna (HPB), se não tratada, pode desenvolver grau acentuado de retenção do trato urinário devido ao aumento do volume da próstata, além de incontinência, infecções e retenção urinaria.

Estima-se que metade dos homens na faixa dos 60 anos apresenta algum grau de HPB, sendo que 26% a 40% adquirem sintomas de moderados a graves no trato urinário baixo (bexiga) entre os 40 e 79 anos.

A cirurgia de retirada da próstata é a opção para os casos mais graves, no entanto, os métodos convencionais como a resseção da próstata através do canal da uretra (RTU-P) e “laser”, apesar de serem menos invasivos, podem causar sangramentos, gerar estreitamento da uretra, ejaculação retrograda (retenção do sêmen durante a ejaculação) e incontinência urinária.

Semelhante ao cateterismo, um minúsculo tubo flexível de 2 milímetros de diâmetro (cateter) é introduzido na artéria femoral (virilha). Este tubo navega até a próstata e uma substância a base de resina acrílica (inofensiva ao organismo) é injetada com o objetivo de reduzir a sua circulação. Após isto, a próstata diminui de tamanho e alivia a obstrução da uretra permitindo a passagem da urina.

Os pesquisadores acompanharam, durante um período mínimo de um ano e máximo de 3 anos e meio, pacientes com HPB e que faziam uso contínuo de sonda vesical como consequência de retenção urinaria aguda. Após este período, constataram que 10 entre 11 pacientes tratados (91%) com a nova técnica apresentaram 30%, em média, de redução do volume da próstata. 

Além disso, tiveram o trato urinário desobstruído e não necessitam mais do uso de sonda. “Além de ser minimamente invasiva, esta técnica propicia qualidade de vida e elevação da autoestima do paciente”, destaca o Dr. Carnevale.


Para agendar uma consulta e conhecer preços e convênios atendidos, entre em contato com a Clínica Carnevale, em São Paulo, pelos telefones (11) 3237.1616 ou (11) 3061.1333.

Como funciona o tratamento

Jornal Nacional

Reportagem do Jornal Hoje

Vamos conhecer mais sobre a Radiologia Intervencionista Radiologia intervencionista - parte 1

Radiologia intervencionista - parte 2

Radiologia intervencionista - parte 3
Mais informações da repercussão mundial

Os resultados atraíram a atenção de urologistas e radiologistas intervencionistas de centros da Itália, França, Grécia, Bélgica, Coréia do Sul e Estados Unidos que vieram ao Brasil para vivenciar a técnica e aplicá-la em seus países.

Dentre os visitantes, nomes que são referência mundial em radiologia intervencionista como Jean Pierre Pelage, Caine, França; Ziv Haskal, Maryland, Estados Unidos; Riad Salem e Howard Chrisman, Chicago, Estados Unidos; Charles Owens e James Bui, Chicago, Estados Unidos; Charlie Nutting, Englewood, Colorado; Sang Joon Park, Deajeon, Korea do Sul; Geert Maleux, Leuven, Belgica; Tito Torri, Carrara, Itália; Maurizio Grosso, Cuneo, Itália; Katerina Malagari, Atenas, Grécia e Justin S. Lee e James Spies, Washington DC, Estados Unidos. Este último, Spies, professor e diretor de Radiologia, um dos entusiastas, tratou recentemente Condoleezza Rice com a embolização dos miomas uterinos sem necessidade de cirurgia.

O objetivo do treinamento destes médicos baseia-se no fato do desenvolvimento de um estudo internacional multicêntrico, coordenado pela Universidade de São Paulo, referente a EAP para os pacientes com HPB.

Fonte:

18 comentários:

  1. Muito elucidativo! Revi meus conceitos e mudei algumas ideias pré concebidas que tinha a respeito da próstata.
    Parabéns por esse artigo.
    Casimiro
    Praia Grande - SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Pesquisas indicam que o TOMATE pode ajudar a diminuir o risco de câncer de próstata
      O estudo, feito em conjunto pelas universidades de Cambridge, Oxford e Bristol, analisou a alimentação e o estilo de vida de cerca de 20 mil britânicos com idade entre 50 e 69 anos. Segundo informações da BBC, os pesquisadores constataram que aqueles que consumiam mais de dez porções de tomate por semana – na forma de saladas de tomate fresco ou suco de tomate, por exemplo – reduziram em 18% o risco de câncer de próstata.

      O câncer de próstata responde por 15% dos cânceres que afetam os homens, segundo a Rede Global do Fundo Mundial de Pesquisa contra o Câncer. Só em 2012 foram registrados mundialmente 1,1 milhão de casos, o equivalente a 8% de todos os casos, informa a organização.

      Para prevenir a doença, os especialistas recomendam uma dieta balanceada, com ênfase em frutas e legumes, e pouca ingestão de gordura, sal e carne vermelha e industrializada. O estudo britânico indicou que no caso específico do tomate, os benefícios em termos de propriedades anticancerígenas podem vir do licopeno, um antioxidante que protege o organismo contra danos nas células e no DNA. Lourival

      Excluir
  2. Bom dia a todos,
    Recebemos esta informação via e-mail da Sra. Tania Dias.
    Muito obrigado Sra. Tania.

    Amigo,
    é sempre bom saber algo mais e compartilhar com os outros...vc comparilha conosco e nós compartilhamos com outros...somos disseminadores, que sejamos então disseminadores de coisas uteis.
    Realmente somos seres individuais que vivem coletivamente e só coletivamente iremos crescer em direção ao infinito.
    Grata, Tania Dias

    ResponderExcluir
  3. Caríssimo amigo Wilson, agradeço seu aviso sobre esta publicação muito rica em explicações, tanto na legenda como nos vídeos. Tenho mais ou menos um conhecimento vivido de perto parecido com este assunto. Já sou safenado em 1999 e passei antes por um cateterismo. Um segundo cateterismo em 2007 para verificar porque senti uma dorzinha e queriam tirar a dúvida. Felizmente tudo ok. Com a próstata faço exames periódicos geralmente 2 vezes por ano e já passei por três biópsias e está normal sem problema. Houve naturalmente o crescimento que o médico diz que pela idade está normal também ou dentro do limites. Bem, já fui submetido a outras cirurgias também mas não vim aqui para falar de mim e sim Wilson, para cumprimentá-lo pela publicação desta matéria e se a mim referi foi para te dizer que reconheço o valor desta publicação neste rico Blog que poderá informar inúmeras pessoas sobre estes assuntos que todos estão sujeitos. Enfim...somos mais fortes que pensamos em certas horas. Fraternal Abraço. Néveo.

    ResponderExcluir
  4. Olá estimado companheiro Néveo,
    Muito obrigado por seus comentários, nós também admiramos o trabalho que o amigo vem desenvolvendo junto à juventude em seu canal VÁRIOS ASSUNTOS com artigos escritos com talento. Wilson

    ResponderExcluir
  5. Sou taxista em BH MG e me incomoda muito "urinar a prestacao" gostaria de saber informaçoes como preço do tratamento da embolizaçao prostatica que muito me chamou atenção.

    Caro leitor,

    por favor entre em contato com este telefone, nós apenas estamos divulgando esta técnica, por ser pioneira no mundo!

    "Para agendar uma consulta e conhecer preços e convênios atendidos, entre em contato com a Clínica Carnevale, em São Paulo, pelos telefones (11) 3237.1616 ou (11) 3061.1333."

    abraços, wilson

    ResponderExcluir
  6. Prezado Wilson,
    Na realidade, as secretárias do Dr. Carnevalle nada respondem, não informam os exames necessários para a avaliação e muito menos os Preços. Elas informam, grosseiramente, somente o valor da consulta que é de R$700,00 (setecentos reais). Presume-se daí que o preço não seja nada pequeno. Talvez por essa razão não informem. O pior de tudo é serem muito grosseiras com a pessoa que busca informações para tentar melhorar um problema de vida.
    Abs
    Luiz

    ResponderExcluir
  7. Caro Luíz,
    Lamentamos esse tipo de conduta, quem sabe revendo novamente os filmes, possa ter um novo entendimento sobre suas dúvidas, e tomar outra decisão. Boa sorte, Wilson

    ResponderExcluir
  8. A quem interessar, eu entrei em contato com a clinica que faz esse procedimento em São Paulo e fui informado que o valor gira em torno de R$ 15.000,00 e também me informaram que até o momento por ser um procedimento inovador e recente nenhum plano de saúde cobre.

    ResponderExcluir
  9. Poderiam informar o preço atual para a técnica de embolização? Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.carnevale.com.br/
      Para agendar uma consulta e conhecer preços e convênios atendidos, entre em contato com a Clínica Carnevale, em São Paulo,
      Unidade 1
      Rua Teodoro Sampaio, 352 – Cj. 17 – São Paulo/SP
      (11) 3061.1333
      Unidade 2
      Rua Dona Adma Jafet, 74 – Sala 143 – São Paulo/SP
      (11) 3237.1616
      pelos telefones (11) 3237.1616 ou (11) 3061.1333."

      abraços, wilson

      Excluir
  10. http://www.carnevale.com.br/

    Para agendar uma consulta e conhecer preços e convênios atendidos, entre em contato com a Clínica Carnevale, em São Paulo,
    Unidade 1
    Rua Teodoro Sampaio, 352 – Cj. 17 – São Paulo/SP
    (11) 3061.1333
    Unidade 2
    Rua Dona Adma Jafet, 74 – Sala 143 – São Paulo/SP
    (11) 3237.1616
    pelos telefones (11) 3237.1616 ou (11) 3061.1333."

    abraços, wilson

    ResponderExcluir
  11. Oi a todos, será que já existe mais clinicas no brasil que fazem este tipo de cirurgia/tratamento, por ex. no paraná minha região. abraços a todos

    ResponderExcluir
  12. Boa Tarde
    O HC de SP ,faz ,porém existe muita burocracia e restrição ,tenho hpb ,e estou tentando fazer ,porém a má vontade no serviço público pra variar desanima ,os médicos que consultei sugerem a cirurgia convencional .mais complicada e com sequelas piores ,além de mais cara para o sus ,segundo o que li . Talvez na justiça se consiga algo .Sorte a todos

    ResponderExcluir
  13. Em tres clinicas que consultei o preço era em torno de 22000,00.

    ResponderExcluir
  14. Em tres clinicas que consultei o preço era em torno de 22000,00.

    ResponderExcluir
  15. Vivemos em um mundo capitalista, onde o maior lucro possível é o que importa. Imagino que 22 mil reais seja um lucro monumental para uma cirurgia que dura de 1 a 2 horas, não é verdade? Tem m↓ita gente que não ganha isso por um ano inteiro de trabalho.

    ResponderExcluir