...
NÃO IMPORTA QUEM SOMOS PEDESTRES, PASSAGEIROS, CICLISTAS, MOTOCICLISTAS OU MOTORISTAS ▬ TODOS NÓS DEVEMOS ESTAR ATENTOS E EXERCER A SEGURANÇA QUANDO ESTAMOS NO TRÂNSITO.

Seguidores

Respeite o outro...

Nas participações de reuniões do Conselho de Segurança de minha cidade, verifico que várias reclamações vem da “perturbação devido ao som / ruído alto”. Veja, não estamos falando dos malditos motociclistas, com ensurdecedores escapamentos, que desveladamente perambulam pelas vias das cidades. 

Percebo que este desmazelo ao respeito com o outro, se repete em um bom número de cidades brasileiras.


Geralmente são estabelecimentos com mesas nas calçadas, com música ao vivo, sem proteção acústica, pessoas falando alto, principalmente nos horários após às 22h00, pois pelo rigor do silêncio dos demais espaços da cidade, o som ecoa com maior intensidade.

Os vizinhos destes estabelecimentos convivem com isto, ligam para Guarda Civil Municipal, acionam a Polícia Militar, mas nada se altera. Passa-se um dia, uma semana, um mês, o incômodo permanece.

Estou propondo este modelo de sinalização aos estabelecimentos, principalmente aos que possuem mesas externas (na rua) em local residencial.


Este modelo de sinalização encontrei quando em visita a Hungria, em plena cidade de Budapeste, este amigo, já estava impressionado por não se ver um papel de bala no chão, dessa forma, numa cafeteria na calçada, deparei-me com um aviso sobre a mesa alertando da condição de área residencial, assim evitar fazer ruídos que pudessem incomodar os vizinhos.

O fato é que, achei interessante!
Então sabedor o quanto barulhento somos, resolvi adaptar o modelo para nossa situação, inclusive colocar a legislação pertinente, apenas como lembrete. Anexo apresento o modelo de aviso “nacionalizado”.


Vivemos em sociedade, devemos conhecer nossos limites. O bom convívio social depende do respeito mútuo, e de base educacional.

Todos os atos cotidianos precisam ser executados com o maior critério e honestidade. A organização social obedece a um esquema cujos traços principais definem a posição que os seres devem adotar no intercâmbio das relações humanas, sem perder de vista o respeito próprio e o devido ao outro.

Para esse fim, precisam ter controle nas suas atitudes, domínio sobre si mesmos e o raciocínio em ação. O descontrole em atos e palavras, além de gerar ofensas e, muitas vezes, arrependimentos, dá causa a frequentes ressentimentos que custam a passar e criam antipatias e inimizades.

Colaboração: Fran Cabral

2 comentários:

  1. EXCELENTE MARAVILHOSO VAMOS TODOS DIVULGAR E NOS UNIR A ESTE PEDIDO EM BENEFÍCIO DA SAUDE TEMOS QUE TER O DEVIDO RESPEITO A LEI DO SILENCIO E PUNIÇÃO EXEMPLAR AOS QUE DESRESPEITAM AS LEIS E AOS MOTOCICLISTAS QUE DESREGULAM SEUS MOTORES DAS MOTOS PRODUZINDO UM RUIDO QUE TANTOS MALES CAUSA A SAÚDE HUMANA E ATÉ DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS.

    ResponderExcluir